• Marcelly Chrisostimo

Como lidar com a INSUBORDINAÇÃO?




Se você me perguntar o que eu considero mais difícil na gestão de pessoas, eu diria:


INSUBORDINAÇÃO!


Para a falta de recursos: a gente cria estratégias, para a falta de interesse dos alunos: estratégias, para a falta de organização: metodologias...


Mas e para a insubordinação? A gente faz o quê? Bem, primeiro, precisamos entender a diferença entre insubordinação e indisciplina. Vamos lá?

Segundo nosso Tio Google, quando um trabalhador desrespeita as normas e regulamentos ou diretrizes da empresa de uma maneira geral, ele está sendo indisciplinado.


Para ser considerada insubordinação, seria necessário descumprir ordens pessoais dadas expressamente pelo chefe direto. É importante reforça que ambas estão relacionadas aos descumprimento de regras e são motivos suficientes para que o funcionário seja desligado por justa causa.


Mas, sabemos que nem sempre temos a possibilidade ou até queremos demitir alguém. Há casos em que não temos essa autoridade ou que outras questões estão envolvidas...


O meu conselho inicial para essas situações é: observe.


A insubordinação tem uma raiz. Sempre tem uma raiz. Um motivo maior do que o que você está provavelmente enxergando. Tente descobrir essa raiz para solucionar o problema. O gestor é o responsável por ditar o tom da conversa e conduzir sua equipe... Nem sempre, é possível reverter, mas em geral, se você analisar alguns aspectos, talvez consiga conquistar esse funcionário.


Será que seu funcionário se sente amparado em meio as demandas? Ele se sente seguro para compartilhar suas ideias, dificuldades e desejos com você?

Ele se sente acolhido quando precisa expor suas ideias ainda que você não concorde com elas?

Ele te admira?

Ele te vê como alguém integrado à equipe? Gente que faz, sabe? Que põe a mão na massa?


Dois conselhos finais...


No geral, a empatia é a principal chave para resolvermos problemas de relacionamento interpessoal. É bem verdade que em alguns casos, a pessoa não nos dá abertura para desenvolver uma relação, mas, há muitos casos em que com jeitinho, é possível reconquistar a confiança do funcionário e alinhar esse comportamento.


Seja claro. Alinhe os discursos. Deixe claro quais são as suas expectativas quanto ao comportamento dele e também as expectativas da empresa e o convide claramente a se adequar. Dê um prazo. E observe. O problema é recorrente? Você avaliou o seu próprio comportamento diante da insubordinação? Pode ser o caso de esse funcionário estar apenas infeliz e não se identificar com o cargo e com a instituição...

Se calar e varrer para debaixo do tapete NÃO vai resolver. Infelizmente, em alguns casos, a única saída possível é a demissão. E lembrando que insubordinação é caso para JUSTA CAUSA.

Me conta, você já precisou lidar com isso? Como foi? Como tudo se resolveu?

3 visualizações

©2020 por Mocinha da Biblio. Orgulhosamente criado com Wix.com