• Marcelly Chrisostimo

Você sabe delegar? Aspectos práticos para te auxiliar nesse processo.

No último post, compartilhei com vocês sobre como eu aprendi a delegar errando! E prometi trazer a parte 2 desse post com algumas dicas... Então, eis me aqui!


1) Faça um diagnóstico/mapeamento de tudo que precisa ser feito.

  • Quais são as principais tarefas a serem realizadas?

  • Quais são aquelas tarefas do dia-a-dia? Elas consomem tempo.

  • Quais os eventos/atividades sazonais? Eles também precisam entrar nessa lista.


2) Faça uma descrição das tarefas e atividades de cada cargo. Em geral, as empresas já o possuem (job description). Mas, se não houver, faça.


Envolva sua equipe nesse processo para que eles contribuam. Existem coisas que eles fazem que você provavelmente não tem ideia.



3) Classifique as tarefas de acordo com nível de responsabilidade, expertise, importância.


Se existe uma hierarquia, há uma razão. Não é porque você é melhor do que seu funcionário, mas, porque provavelmente possui mais qualificação, experiência ou lhe foi concedida autoridade para aquele cargo. É desperdício de recurso e investimento você realizar tarefas que não demandam isso e que outra pessoa poderia realizar.



4) Pense que cada tarefa/atividade possui um custo para a empresa.


Me perdoe pelo pensamento capitalista, mas é a realidade. Quanto custa sua hora de trabalho? Ter você realizando aquela tarefa é a melhor alocação de recurso possível?

5) Conheça e confie na sua equipe.


Delegar não é chegar no primeiro dia e jogar todas as responsabilidades no colo de alguém que não está preparado e treinado. O processo de delegar demanda confiança e a conquistamos com o tempo.

É importante também conhecer as habilidades e limitações de cada funcionário para que você possa otimizar essa divisão de tarefas. Obviamente, quando possível.

Confiar em um funcionário é também confiar na sua capacidade de liderar. Confiar não é delegar e questionar a pessoa a cada cinco minutos sobre o que foi pedido. Dê tempo para que a pessoa execute, erre, conserte, dê feedback.


6) Alinhe as expectativas.


Eu costumo deixar bem clara qual a minha expectativa quando delego algo a alguém. De preferência, por escrito. Escrevo emails para registrar conversas e reuniões, compartilho documentos com listas de tarefas e todas, absolutamente todas as tarefas tento atribuir prazos. Peço feedback periódico a depender do projeto e tento deixar clara a ordem de importância/prioridade que preciso que as tarefas sejam executadas.



7) Pare de buscar a perfeição.


Eu sou uma pessoa extremamente perfeccionista. Para mim, foi um processo entender que é melhor o feito do que o perfeito. Existem coisas que você irá delegar e não estarão no seu padrão de qualidade. Tente aprimorar, incentive a busca pela excelência, mas, seja coerente com os limites de cada um. Ficar preso aos detalhes vai te fazer travar ou enlouquecer com a demanda.


Você adicionaria alguma dica à essa lista? Teve alguma experiência nesse sentido que gostaria de compartilhar também?

3 visualizações

©2020 por Mocinha da Biblio. Orgulhosamente criado com Wix.com